plantas

Valor do imóvel: O que pode influenciar?

Durante o processo de procura por um imóvel devemos sempre ter calma e atenção, pois detalhes cruciais podem acabar passando despercebidos. Essas transações envolvem altos investimentos, logo, cada passo deve ser feito com muito cuidado e pesquisa. Então é importante saber quais características influenciam no valor do imóvel e o que faz ele variar tanto o preço. Conhecendo essas informações temos mais facilidade em fazer a escolha certa.

Entender quais fatores influenciam no valor de um imóvel é muito importante para quem deseja adquirir um hoje ou futuramente. Saber que tipo de imóvel ele quer adquiri, em quais condições e o que o ambiente ao redor tem a oferecer são fatores que pode aumentar ou depreciar o valor de um imóvel.

Quais fatores influenciam no valor do imóvel?

valor-do-imóvel-banner-permutando

Condomínio

Pensando mais especificamente em apartamentos ou casas de condomínios fechados, os itens que podem ter nestes lugares contam muito. Condomínios com piscina comum, aquecida, academia, sauna e outros itens de lazer faz com que o valor do imóvel aumente. O conforto, segurança e espaços para família neste lugares além de valorizar o imóvel também ajudam na hora de venda. O valor cobrado mensalmente também é algo a ser observado, pois muitas das vezes o valor cobrado não condiz com o que lhe é propiciado.

Estrutura do imóvel

Um imóvel que tenha boa estrutura e construídas com ótimos materiais será mais valorizada do que um imóvel com estrutura mediana. Outros fatores que alteram o valor do imóvel são as falhas na própria estrutura, mofo, rachaduras e infiltrações. Logo, é de suma importância manter-se atento durante a visita ao apartamento desejado.

Localização

Este é o ponto que mais influência na valorização de um imóvel. A localização conta muito no preço do imóvel, principalmente em bairros próximos das regiões centrais das cidades.

Devido a isso, observe se o local do imóvel onde você está adquirindo já é valorizado ou está se valorizando. Portanto, para realizar excelentes negociações é de suma importância monitorar os possíveis aumentos no preço do imóvel futuramente.

Para mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com ou Central do Corretor.

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Organizar a casa: maneiras práticas

Arrumar a casa é sempre uma tarefa cansativa e que demanda tempo, por isso o dia da faxina, normalmente, é sábado. Um lugar limpo, arrumado e organizado é mais agradável para permanecer e viver tranquilamente. Porém, quando não temos um plano para organizar a casa isso complica e desestimula a realização das tarefas. Manter a casa impecável pode ser trabalhoso, mas se utilizar algumas das nossas dicas, você irá diminuir o tempo gasto nas tarefas domésticas.

Como organizar a casa em pouco tempo?

banner-permutando-organizar-a-casa

Uma casa arrumada melhora o seu bem-estar, saúde mental e evita stress constante. Geralmente, as pessoas não têm tempo para organizar a casa e acabam pagando para manter o local arrumado. Se você busca economizar tempo e dinheiro nas tarefas domésticas, aqui vai algumas dicas.

Evite jogar roupa no chão utilizando cabide atrás da porta do quarto e cesta no banheiro. Cestas no banheiro para roupa suja evitam a bagunça rotineira de deixar tudo jogado no chão. Retire as roupas secas do varal já dobrando, isso poupará o seu tempo. Para evitar tênis e calçados no meio do caminho, guarde-os em uma pequena sapateira ou espaço livres no armário. Atitudes pequenas e simples que irão poupar o seu tempo.

Uma ótima dica é ir arrumando a casa aos poucos. Arrumar ou limpar um cômodo por dia é uma excelente maneira de organizar a casa. Uma atitude que causa grande diferença é passar um pano com produtos de limpeza na casa a cada 4 dias. Passar uma vassoura e pano nos móveis de 2 em 2 dias facilita o trabalho também. Essas tarefas não demandam mais de 15 minutos e podem ser feitas assim que chegar do trabalho. Fazer isso tudo com música ajuda bastante, ponha sua playlist e isso fará você se divertir ao realizar essas tarefas.

Para mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com.

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Dicas para cuidar de plantas residenciais

Cuidar de plantas fora ou dentro de casa requer certos precauções. Neste texto, iremos citar algumas dicas simples de cuidados diários com a área verde de sua residência

Alguns cuidados precisam ser colocados em prática caso queira manter o seu jardim sempre bonito e saudável. Fatores como o sol e vento excessivo e umidade do ar podem ajudar ou atrapalhar. Isso varia de acordo com o tipo de planta que você está cultiva em casa.

cuidar-de-plantas-banner-permutando

Para cuidar de plantas residenciais, normalmente é recomendado regar uma vez ao dia, todos os dias e com pouca água. A quantidade de água pode variar de acordo com o tamanho da planta.

A limpeza das folhas ajuda no processo de fotossíntese e previne o aparecimento de cochonilhas e pulgões. Logo, limpar de forma minuciosa duas vezes na semana as folhas é importante para beleza e saúde da planta.

Como cuidar de plantas residenciais?

Ambientes fechados e com ar condicionado são prejudiciais às plantas, reduzem o seu brilho, vitalidade e o tempo de vida. Evite também posicionar os vasos próximos ou logo abaixo dos dutos de ar.

Para plantas delicadas, hidrate suas folhas com um pano úmido pelo menos uma vez ao mês, enquanto faz a limpeza. Essa hidratação evita que apareçam manchas de ressecamento na ponta das folhas, proveniente da poluição e ar seco das grandes cidades.

O surgimento de fungos é ocasionado pelo excesso de água. Os mesmos são identificados pelo amarelado das folhas e o forte odor na terra. Caso aconteça, diminua a quantidade de água, ou aumente o intervalo de dias entre uma rega e outra.

Outro fator muito importante para a saúde das plantas residenciais é a intensidade de exposição solar que cada espécie demanda. Apenas claridade não é suficiente para alguns tipos de plantas, certas espécies necessitam da luz do sol. Essas espécies costumam se desenvolver bem em solo basicamente de terra, e precisam de regas abundantes, de 3 a 4 vezes na semana, e adubação constante. Já as espécies de sombra geralmente possuem folhas mais delicadas e crescem muito. O solo para essas espécies deve possuir uma composição de serragem, húmus e alguns tipos de nutrientes em farelo. Esse tipo de solo é menos compacto, ele não deve ser achatado ou encharcado.

Para mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com.

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!