Arquivos de maio 2018

Taxa de condomínio: Como diminuí-la?

Diversas pessoas que moram em prédios ou condomínios fechados sempre reclamam do valor da taxa de condomínio. Energia, reformas, gastos, e melhorias acabam aumentando esta taxa e acabam gerando grandes discussões nas reuniões de condomínio. Mas o que muitos não sabem é que há regras e é possível haver diminuição nesta taxa no valor final.

taxa-de-condomínio-banner-permutando

Porém é necessária uma mobilização entre todos moradores do prédio. Então, preste atenção nas dicas.

 

O que eu preciso fazer para diminuir minha taxa de condomínio?

 

Gastos com energia elétrica

Lâmpadas sempre acessas pela área do condomínio são gastos desnecessários e que podem ser evitados. O melhor para esta situação é a instalação de sensores nas áreas comuns do prédio. Deixar que elas só se acendam quando houver alguém circulando por lá diminuirá a taxa de condomínio. Além disso, substituir lâmpadas tradicionais por econômicas ou de LED serão atitudes necessárias e que irá ajudar bastante na economia.

 

Gastos com água

O que muitos sugerem é a instalação de hidrômetros individuais para diminuir os gastos com água. Esta alteração pode gerar uma economia de até 20% ao final do mês, sem contar no bem-estar de pagar apenas o que usou. Também é de suma importância a verificação de vazamentos ou infiltrações não só na sua casa como em toda área do condomínio.

Reaproveitar água da chuva também ajuda, pois é uma atitude simples que ajudam bastante na economia dos custos de condomínio e na diminuição da taxa de condomínio.

 

Inadimplência

Os atrasos frequentes dos condôminos sempre têm uma explicação plausível, portanto, tente ao máximo realizar negociações amigáveis. Esta atitude é crucial para que o fluxo de caixa não fique abaixo do esperado e sem falta de cotas. Caso não consiga essas negociações amigáveis, entre com um processo judicial a partir do terceiro mês. Essa é uma recomendação adotada por muitos condomínios e ajuda bastante que os atrasos e inadimplências ocorram.

 

Portanto, se você quer mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com ou acesse o Central do Corretor!

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Incêndios domésticos: Como evitar?

Ter atenção e se prevenir são as principais atitudes quando falamos de acidentes domésticos. Sabemos que é quase impossível prever os imprevistos, mas, com certos cuidados podemos evita-los. Quando falamos de acidente doméstico sempre pensamos nos piores casos, ou seja, um incêndio. Os incêndios doméstico são um dos piores acidentes, pois além de danificar todo o imóvel, também pode causar óbitos. Por isso, vale citar dicas para evitar possíveis incêndios domésticos e, é claro, lembrar de fazer um seguro para a residência. Mas, para que não seja necessário chegar a este ponto, confira algumas dicas para evitar incêndios domésticos. Pois ter mais tranquilidade dentro de casa é o mais importante.

 

Quais sãos as principais medidas para evitar incêndios domésticos?

incêndios-domésticos-banner-permutando

Botijão de gás

Um dos maiores causadores de acidentes que geram incêndios domésticos. O botijão sempre deve permanecer no lado de fora casa, pois assim, causará menos prejuízos. Mas, caso isso seja possível, deixe-o isolado e que esteja em difícil acesso para as crianças. Uma dica crucial é que sempre que não estiver sendo utilizado, feche o registro de saída do gás. Porque desta forma não há chances de vazamento de gás. Está pequena atitude é a principal dica para evitar explosões e incêndios.

 

Eletrônicos

Pode parecer “coisa de vó” ou até mesmo superstição, mas um curto circuito pode sim gerar um grande incêndio. Portanto, se notar uma forte chuva e que os raios estão constantes, retire todos os aparelhos das tomadas. Ou até mesmo se for o caso, desligue toda a energia da casa. Porque isso evita que alguma descarga possa cair na sua casa e danificar os aparelhos. Além de evitar o pior, o incêndio.

 

Micro-ondas

Algumas pessoas não sabem, mas alguns itens não podem ser levados ao micro-ondas. Papel alumínio e potes de alumínio, ferro ou qualquer outro metal não devem ser levados ao eletrodoméstico. Isso pode causar explosões e incêndios na cozinha.

 

Ferro de passar roupa

Outro grande causador de incêndio doméstico são os ferros de passar, pois muitas pessoas ainda o esquecem na tomada. Também nunca esqueça ele quente e em cima de roupas ou da própria tabua de passar porque a alta temperatura pode causar incêndios. O fogo pode até demorar para aparecer, mas mesmo assim, vale ter muita atenção durante e depois do uso do ferro.

 

Velas

Um erro comum e quase fatal para a maioria dos casos. Seja por conta da falta de eletricidade ou mesmo para deixar o ambiente perfumado ou romântico. As velas podem gerar grandes incêndios, ainda mais nos locais que, geralmente, são escolhidos para colocá-las. Evite deixá-las próximas às cortinas, em cima de móveis de madeira e muito próximas a tomadas. O mais indicado é posicioná-las em um lugar afastado de todos os objetos, num recipiente que ela esteja envolta.

 

Portanto, se você quer mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com ou acesse o Central do Corretor!

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!