Arquivos de janeiro 2018

Microapartamentos: Nova tendência

O sucesso da vez no mercado imobiliário são os microapartamentos. A nova geração está mudando seu gosto de moradia, pois muitos não se incomodam de viver em um lugar menor, se for para estar mais perto de onde trabalha ou estuda.

Vários fatores os motivaram para com que muitos jovens escolhessem esse tipo de empreendimento. Um apartamento pequeno, como em alguns casos de até 18 m², acabam sendo inimagináveis para a maioria das pessoas. Porém, muitas estão priorizando isso para fugir do alto preço, principalmente na cidade de São Paulo.

Os microapartamentos costumam ser bem localizados nas grandes cidades e possuem apenas um cômodo. O custo do m² é mais caro devido à localização, mas o tamanho reduzido acaba valendo a pena o investimento. Mas a questão principal é o que está levando tantas pessoas a se mudarem para esses pequenos imóveis e, consequentemente, mudando o seu estilo de vida.

Por que microapartamentos viraram tendência?

Facilidade

A região central de São Paulo é a que mais concentra microapartamentos, seguidos pela região sul e oeste. Isso se dá ao fato de estarem próximos aos centros financeiros e grandes empresas do país. Nas grandes capitais milhares de pessoas sofrem ao enfrentarem o trânsito caótico para ir e vir do trabalho ou faculdade. Logo, muitas pessoas acabam optando pelos microapartamentos para manter-se próximas de seu destino rotineiro.

Superpopulação nas grandes cidades

Grandes cidades são as que possuem maiores concentrações de pessoas e por isso há tanta dificuldade de encontrar imóveis disponíveis. Portanto, os microapartamentos resolvem o problema de quem só desejam um lugar próximo do seu destino diário para maior comodidade.

Público Alvo

O público alvo inicial que antes era jovens estudantes ampliou-se devido ao sucesso. Hoje, este empreendimento passou a atrair casais sem filhos, casais do interior, jovens que buscam sua independência e idosos que, por não morar mais com filhos ou netos, buscam casas menores. Para estas pessoas, essa é a solução de melhor custo-benefício.

Open House: o que é e quais os benefícios?

Quando um corretor precisa impulsionar vendas ou deseja mostrar uma casa nova ou reformada para seus clientes, costuma-se realizar um Open House. Com este tipo de abordagem está se tornando cada vez mais comum, resolvemos escrever um pouco sobre esta ação que vem melhorando o desempenho de diversas imobiliárias e corretores

O que é um Open House?

O significado de Open House está presente em sua tradução livre “casa aberta”. Ou seja, todas as portas do imóvel abertas para que os possíveis clientes entrem e observem cada detalhe. É importante mostrar aos clientes ou investidores a sensação de estar naquele imóvel que, possivelmente, irão adquirir. Esta ação pode ser considerada uma das melhores iniciativa para o mercado imobiliário.

Então, quem for responsável da preparação da ação deve realiza-la de formar que todos consigam ver o imóvel detalhadamente. Preparar um pequeno “Coffee Break” para que os clientes se sintam mais confortáveis também é uma boa.

Quais são os benefícios?

Com esta ação você tem maior chance de negociar o imóvel pelo simples fato de poder estar em contato com diversos clientes, diferente das negociações normais.

Em um Open House a casa estará aberta para diversas pessoas interessadas no imóvel. Isso facilita e acelera o trabalho do corretor que ficará respondendo todos os questionamentos durante a exposição. É uma tarefa complicada por estar lidando com diversos cliente simultaneamente, mas nada que uma boa preparação não resolva.

Quais são as condições para fazer um Open House?

Não há nenhuma condição especial para realizá-lo e nem restrições do tipo de imóvel. Muitos corretores fazem um Open House quando o imóvel não recebe muitas propostas ou quando o imóvel está com preço muito abaixo do mercado.

Mesmo realizando um Open House o seu imóvel não vendeu? Pense na possibilidade de trocá-lo por outro. Caso esta possibilidade lhe agrade, cadastre seu imóvel no Permutando.com e troque-o!

Quer mais dicas? Continue acessando o Blog Permutando.com

Valorização de imóveis: Rio de Janeiro e São Paulo

Trabalhar no mercado imobiliário requer atenção para as cidades em crescente valorização de imóveis ou alto preço por metro quadrado. Conhecer os pontos fortes e fracos da cidade e bairros também é importante para obter êxito nas negociações.

É mais difícil encontrar imóveis disponíveis nas melhores cidades brasileiras. Tanto pelo elevado contingente de pessoas, quanto pelo fato de estas serem cidades mais visadas e desejadas. No mercado imobiliário essas e outras informações são de suma importância para investidores e corretores.

Como os grandes estados interferem na valorização de imóveis

Cidades mais desenvolvidas

Rio e São Paulo são os estados mais desenvolvidas de todo o país e, consequentemente, são os mais desejados. Este é um dos motivos da maior valorização dos imóveis destes estados em relação a outros estados do Brasil.

Logo, o alto preço nas casas, apartamentos e imóveis comerciais é comum nestas regiões, simplesmente por estarem em locais melhores para se viver.

População e Economia

São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente, são as cidades mais populosas e, consequentemente, nelas está concentrada grande parte da economia do país. O Rio ainda é o estado que mais gera renda por turismo no Brasil. Elas são populosas pelo simples fato de serem as mais visadas, uma das mais belas e por serem potências econômicas.

A alta procura faz a alta demanda, logo, estes são um dos os principais fatores na valorização de imóveis nestes dois estados.

Uma possibilidade para mudar para as melhores cidade é utilizar a permuta de imóveis, atitude que está em crescente no mercado para 2018. Se interessou na ideia? Acesse o Permutando.com e veja as diversas oportunidades para troca de imóveis.

Decorar a casa: Mudanças para 2018

Um novo ano sempre gera novas expectativas e com ele vem o desejo de decorar a casa. Mudar atitudes, repaginar o guarda roupa e, por que não, a decoração? O nosso refúgio diário também precisa de atenção. Ele influencia muito nosso dia-a-dia, afinal, nossa casa reflete quem nós somos.

Além de valorizar seu imóvel, decorar a casa onde se vive nos enche de novas energias e traz esperança de um ano repleto de conquistas. Para isso, nada melhor do que começar o ano com a sensação de casa nova, não é mesmo?

Decorar a casa pode ser uma forma de iniciar o novo ano com as energias renovadas. E, mesmo que as suas finanças estejam um pouco apertadas, é possível realizar pequenas mudanças no imóvel sem gastar muito. A criatividade é a principal aliada dos que desejam mudanças com pouco investimentos. Para repaginar a decoração com baixo custo, o ideal é utilizar o que já se tem dentro do ambiente e restaurar os itens.

Como decorar a casa

Antes de qualquer mudança, é fundamental ter um plano do que será feito. Toda obra necessita de um planejamento: verificar a verba disponível, tempo necessário, custo da mão de obra, quando começar e por onde começar, o que precisa de reparos pontuais; porém, saber o quanto se pode gastar, é o primeiro passo para decorar a casa.

Em cômodos como banheiro e cozinha, a melhor opção é aplicar ladrilhos claros no meio da parede ao invés de trocar todos os azulejos. Assim, o espaço ganha novo ar e cor de forma econômica. Investir em cores nas paredes ou em itens decorativos são excelentes formas de decorar a casa e mudar completamente o ambiente. O uso da cor certa aumenta espaços, deixar o local mais aconchegante e até mesmo mais alegre.

No caso dos móveis, não é necessário comprar novos. Sofás e poltronas podem ganhar novas estampas e as almofadas, novas capas. Para quem não deseja pintar as paredes, a dica é usar papel de parede. Algumas opções trazem estampas que também podem dar a sensação de amplitude ao espaço. Em paredes brancas, quadros ajudam a dar vida. Se quiser usar esse espaço para armazenamento, nichos e prateleiras são uma excelente opção: são a parte mais em conta da marcenaria.

Geralmente decorar a casa leva tempo, mas se forem mudanças pequenas e pontuais não há necessidade nem de sair de casa. Outra dica é ir fazendo aos poucos, até porque nem sempre é possível comprar ou fazer tudo de uma vez. E não há problema, você precisa de tempo para decidir o que fica bom em cada lugar.

O Blog Permutando.com possui diversas outras dicas e informações sobre imóveis. Confira clicando aqui!

O Permutando.com tem os melhores imóveis esperando por você. Vem conferir!