Taxa de condomínio: Como diminuí-la?

Diversas pessoas que moram em prédios ou condomínios fechados sempre reclamam do valor da taxa de condomínio. Energia, reformas, gastos, e melhorias acabam aumentando esta taxa e acabam gerando grandes discussões nas reuniões de condomínio. Mas o que muitos não sabem é que há regras e é possível haver diminuição nesta taxa no valor final.

taxa-de-condomínio-banner-permutando

Porém é necessária uma mobilização entre todos moradores do prédio. Então, preste atenção nas dicas.

 

O que eu preciso fazer para diminuir minha taxa de condomínio?

 

Gastos com energia elétrica

Lâmpadas sempre acessas pela área do condomínio são gastos desnecessários e que podem ser evitados. O melhor para esta situação é a instalação de sensores nas áreas comuns do prédio. Deixar que elas só se acendam quando houver alguém circulando por lá diminuirá a taxa de condomínio. Além disso, substituir lâmpadas tradicionais por econômicas ou de LED serão atitudes necessárias e que irá ajudar bastante na economia.

 

Gastos com água

O que muitos sugerem é a instalação de hidrômetros individuais para diminuir os gastos com água. Esta alteração pode gerar uma economia de até 20% ao final do mês, sem contar no bem-estar de pagar apenas o que usou. Também é de suma importância a verificação de vazamentos ou infiltrações não só na sua casa como em toda área do condomínio.

Reaproveitar água da chuva também ajuda, pois é uma atitude simples que ajudam bastante na economia dos custos de condomínio e na diminuição da taxa de condomínio.

 

Inadimplência

Os atrasos frequentes dos condôminos sempre têm uma explicação plausível, portanto, tente ao máximo realizar negociações amigáveis. Esta atitude é crucial para que o fluxo de caixa não fique abaixo do esperado e sem falta de cotas. Caso não consiga essas negociações amigáveis, entre com um processo judicial a partir do terceiro mês. Essa é uma recomendação adotada por muitos condomínios e ajuda bastante que os atrasos e inadimplências ocorram.

 

Portanto, se você quer mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com ou acesse o Central do Corretor!

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *