troca

Visita ao imóvel: Como evitar problemas?

Busca por um imóvel, seja para alugar ou comprar, requer atenção para evitar problemas durante e depois da negociação. Não é fácil escolher uma casa ou apartamento, pois uma série de fatores precisam se adequar as suas condições. Até mesmo uma área para locação precisa ser bem escolhida, por isso, a visita ao imóvel é tão importante.

Se você deseja realizar sua primeira compra, busque se informar sobre todos os procedimentos e tenha cautela. Observar cada detalhe durante a visita ao do imóvel nos ajuda a saber também se o proprietário não fez falsa promessas.

Para manter-se atento durante a visita ao imóvel iremos lhe dar algumas dicas sobre as diversas situações que podem prejudicar a compra e trazer problemas futuros.

 

Quais precauções eu devo ter durante a visita ao imóvel?

 visita-ao-imóvel-banner-permutando

Eletricidade

Quando realizamos uma visita ao imóvel é importante levar alguns itens como um carregador de celular para testar as tomadas. Lâmpadas para verificar se os bocais estão funcionando em perfeito estado. Olhar a caixa de força e testar os disjuntores também é crucial durante a visita. Se possível lembre-se de verificar o chuveiro e possíveis torneiras elétricas. Estes são pequenos detalhes que não demandam muito tempo, mas já ajudam a termos um parâmetro da situação do local.

 

Iluminação

Residências que recebem pouca incidência solar são suscetíveis a mofos e bolores, além de causar mau cheiro durante o dia. Busque casas ou apartamentos que recebam muita luz natural para evitar este tipo de problema. Além de valorizar o local, mantem o ambiente com mais vida e torna as pessoas mais saudável.

 

Rachaduras

Vale ressaltar que ao observar qualquer rachadura ou trinco que estiver visível deve ser comunicada imediatamente. Uma rachadura pode acarretar graves problemas a estrutura do imóvel, como pisos e azulejos trincados e infiltrações.

 

Observe se há infiltrações

Um dos problemas mais recorrentes de casas e apartamentos. Observar se as paredes estão com bolhas, descascando, escurecidas ou com manchas. Estes são sinais de que as infiltrações estão presentes em um determinado cômodo. Mesmo que pinte por cima, não irá resolver o problema, pois as manchas aparecerão pouco tempo depois.

 

Pisos ou azulejos trincados

Outra parte muito importante, pois, para consertar esses itens você demandará de uma mão de obra qualificada. Evite comprar ou locar casas com esses problemas, pois também pode significar infiltrações ou outros problemas estruturais. Casas ou apartamentos com problemas estruturais são desvalorizadas e mal vista por investidores e compradores.

Caso você esteja pensando em vender ou alugar o seu imóvel, busque atender a todos estes itens antes. Só assim conseguirá êxito no que se propor a fazer.

 

Quer mais dicas e informações? Continue acessando o Blog Permutando.com ou acesse o Central do Corretor!

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Contrato de Locação: Principais erros

Antes de formular um contrato de locação é extremamente importante estar atento para evitar erros e a falta de detalhes. O ato de revisar diversas vezes o contrato com auxílio de um especialista é essencial para evitar problemas futuros. O contrato de locação tem o intuito de assegurar a responsabilidade e todos os deveres entre duas partes envolvidas. Portanto, saber o que não deve ser feito neste documento é essencial.

 

O que não devemos fazer em um contrato de locação?

contrato-de-locação-banner-permutando

 

Multas

Não esclarecer a existência ou não de multas em casos de quebra de contrato é um erro gravíssimo. A falta desta informação pode prejudicar seriamente ambas as partes envolvidas judicialmente. Portanto, quando você estiver diante de um contrato de locação esteja ciente de todas as cláusulas e condições.

 

Falta de informações

Todos os componentes envolvidos na negociação necessitam estar no contrato de locação. O locatário, o locador e, se tiver, terceiros participando do negócio, como por exemplo o fiador. Nesse caso, todos devem conter nomes escritos junto com o RG, CPF e a profissão. Com estes dados você evita problemas e todos os envolvidos estejam em um contrato firmado.

 

Valores não descritos

Um dos erros mais comuns presentes em um contrato de aluguel é a não descrição dos valores e as formas de pagamento. O contrato de locação é a representação legal daquele imóvel e o uso dele será mediante a retribuição do dono do local.

Dica: Escreva todos os valores inclusos no contrato tanto em numeral quanto por extenso para evitar possíveis dúvidas.

 

Prazo estipulado

Um erro grave presente em muitos contratos de locação é a ausência do prazo de vigência. É importante saber que todo contrato tem liberdade para estipular o prazo total, porém é necessário que tenha pelo menos 90 dias, caso contrário ele será considerado um contrato de aluguel de temporada.

 

Quer mais dicas e informações? Continue acessando o Blog Permutando.com ou acesse o Central do Corretor!

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Valor do imóvel: O que pode influenciar?

Durante o processo de procura por um imóvel devemos sempre ter calma e atenção, pois detalhes cruciais podem acabar passando despercebidos. Essas transações envolvem altos investimentos, logo, cada passo deve ser feito com muito cuidado e pesquisa. Então é importante saber quais características influenciam no valor do imóvel e o que faz ele variar tanto o preço. Conhecendo essas informações temos mais facilidade em fazer a escolha certa.

Entender quais fatores influenciam no valor de um imóvel é muito importante para quem deseja adquirir um hoje ou futuramente. Saber que tipo de imóvel ele quer adquiri, em quais condições e o que o ambiente ao redor tem a oferecer são fatores que pode aumentar ou depreciar o valor de um imóvel.

Quais fatores influenciam no valor do imóvel?

valor-do-imóvel-banner-permutando

Condomínio

Pensando mais especificamente em apartamentos ou casas de condomínios fechados, os itens que podem ter nestes lugares contam muito. Condomínios com piscina comum, aquecida, academia, sauna e outros itens de lazer faz com que o valor do imóvel aumente. O conforto, segurança e espaços para família neste lugares além de valorizar o imóvel também ajudam na hora de venda. O valor cobrado mensalmente também é algo a ser observado, pois muitas das vezes o valor cobrado não condiz com o que lhe é propiciado.

Estrutura do imóvel

Um imóvel que tenha boa estrutura e construídas com ótimos materiais será mais valorizada do que um imóvel com estrutura mediana. Outros fatores que alteram o valor do imóvel são as falhas na própria estrutura, mofo, rachaduras e infiltrações. Logo, é de suma importância manter-se atento durante a visita ao apartamento desejado.

Localização

Este é o ponto que mais influência na valorização de um imóvel. A localização conta muito no preço do imóvel, principalmente em bairros próximos das regiões centrais das cidades.

Devido a isso, observe se o local do imóvel onde você está adquirindo já é valorizado ou está se valorizando. Portanto, para realizar excelentes negociações é de suma importância monitorar os possíveis aumentos no preço do imóvel futuramente.

Para mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com ou Central do Corretor.

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Organizar a casa: maneiras práticas

Arrumar a casa é sempre uma tarefa cansativa e que demanda tempo, por isso o dia da faxina, normalmente, é sábado. Um lugar limpo, arrumado e organizado é mais agradável para permanecer e viver tranquilamente. Porém, quando não temos um plano para organizar a casa isso complica e desestimula a realização das tarefas. Manter a casa impecável pode ser trabalhoso, mas se utilizar algumas das nossas dicas, você irá diminuir o tempo gasto nas tarefas domésticas.

Como organizar a casa em pouco tempo?

banner-permutando-organizar-a-casa

Uma casa arrumada melhora o seu bem-estar, saúde mental e evita stress constante. Geralmente, as pessoas não têm tempo para organizar a casa e acabam pagando para manter o local arrumado. Se você busca economizar tempo e dinheiro nas tarefas domésticas, aqui vai algumas dicas.

Evite jogar roupa no chão utilizando cabide atrás da porta do quarto e cesta no banheiro. Cestas no banheiro para roupa suja evitam a bagunça rotineira de deixar tudo jogado no chão. Retire as roupas secas do varal já dobrando, isso poupará o seu tempo. Para evitar tênis e calçados no meio do caminho, guarde-os em uma pequena sapateira ou espaço livres no armário. Atitudes pequenas e simples que irão poupar o seu tempo.

Uma ótima dica é ir arrumando a casa aos poucos. Arrumar ou limpar um cômodo por dia é uma excelente maneira de organizar a casa. Uma atitude que causa grande diferença é passar um pano com produtos de limpeza na casa a cada 4 dias. Passar uma vassoura e pano nos móveis de 2 em 2 dias facilita o trabalho também. Essas tarefas não demandam mais de 15 minutos e podem ser feitas assim que chegar do trabalho. Fazer isso tudo com música ajuda bastante, ponha sua playlist e isso fará você se divertir ao realizar essas tarefas.

Para mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com.

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Dicas para cuidar de plantas residenciais

Cuidar de plantas fora ou dentro de casa requer certos precauções. Neste texto, iremos citar algumas dicas simples de cuidados diários com a área verde de sua residência

Alguns cuidados precisam ser colocados em prática caso queira manter o seu jardim sempre bonito e saudável. Fatores como o sol e vento excessivo e umidade do ar podem ajudar ou atrapalhar. Isso varia de acordo com o tipo de planta que você está cultiva em casa.

cuidar-de-plantas-banner-permutando

Para cuidar de plantas residenciais, normalmente é recomendado regar uma vez ao dia, todos os dias e com pouca água. A quantidade de água pode variar de acordo com o tamanho da planta.

A limpeza das folhas ajuda no processo de fotossíntese e previne o aparecimento de cochonilhas e pulgões. Logo, limpar de forma minuciosa duas vezes na semana as folhas é importante para beleza e saúde da planta.

Como cuidar de plantas residenciais?

Ambientes fechados e com ar condicionado são prejudiciais às plantas, reduzem o seu brilho, vitalidade e o tempo de vida. Evite também posicionar os vasos próximos ou logo abaixo dos dutos de ar.

Para plantas delicadas, hidrate suas folhas com um pano úmido pelo menos uma vez ao mês, enquanto faz a limpeza. Essa hidratação evita que apareçam manchas de ressecamento na ponta das folhas, proveniente da poluição e ar seco das grandes cidades.

O surgimento de fungos é ocasionado pelo excesso de água. Os mesmos são identificados pelo amarelado das folhas e o forte odor na terra. Caso aconteça, diminua a quantidade de água, ou aumente o intervalo de dias entre uma rega e outra.

Outro fator muito importante para a saúde das plantas residenciais é a intensidade de exposição solar que cada espécie demanda. Apenas claridade não é suficiente para alguns tipos de plantas, certas espécies necessitam da luz do sol. Essas espécies costumam se desenvolver bem em solo basicamente de terra, e precisam de regas abundantes, de 3 a 4 vezes na semana, e adubação constante. Já as espécies de sombra geralmente possuem folhas mais delicadas e crescem muito. O solo para essas espécies deve possuir uma composição de serragem, húmus e alguns tipos de nutrientes em farelo. Esse tipo de solo é menos compacto, ele não deve ser achatado ou encharcado.

Para mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com.

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Paisagismo: Varandas e sacadas

Se você acha que ter uma varanda com grande incidência de sol e vento impossibilita o cultivo de plantas ou flores, você está errado. Há diversas opções de plantas que resistem bem e não demandam de muitos cuidados. A falta de espaço é usada como desculpa para não ter uma boa área de paisagismo. Mas isso não te impossibilita de ter alguns plantios horizontais ou vasos suspensos.

O desejo de ter um ambiente mais natural em casa é possível até com pouco espaços. Se você mora em apartamento e a varanda é o único lugar propício para cultivar um pequeno “jardim”, o ideal é escolher plantas ou flores que se adequem ao local com facilidade.

paisagismo-banner-permutando

O ideal para varandas são plantas que tenham uma boa resistência, como a azaléia, ixora ou até o aspargo alfinete. Em varandas com bastante incidência solar as mais indicadas são as mesmas citadas acima e a onze horas e gerânio. Já para varandas com menos entrada de luz solar, as plantas que melhor se desenvolvem são as orquídeas phaleanopsis, lírio da paz, antúrio, begônia, zamioculca e scheflera.

Ótimas alternativas de paisagismo para usar em varadas e sacadas

O cuidado na escolha das plantas também implica na preocupação em relação a compra de vasos e a terra adequada. O segredo é para diminuir os cuidados com as plantas é manter a terra fértil, bem drenada e adubada.

Utilizar uma tinta que forme uma película impermeável no interior dos vasos é importante para impedir que a umidade passe para o lado externo e suje o ambiente. Também é importante a colocar a terra no vaso deixando um espaço equivalente a dois centímetros (dois dedos). Isso implica na melhor acomodação e na facilitação do crescimento das plantas ou flores.

Se a água não sai do vaso, a raiz apodrece. Então, para drenar a água coloque algum tipo de pedra para facilitar a saída de água do vaso sem sujar o ambiente. A escolha da pedra fica a seu critério. Caso queira dar um toque especial e deixar o vaso mais sofisticado, ponha pedras brancas sobre a terra.

Por último, mas não menos importante, as plantas devem ser regadas a cada dois dias, três no máximo. A maneira correta de regar uma planta é utilizar uma quantidade satisfatória de água sem encharcar a planta. Vasos de até 50cm de diâmetro e altura podem ser colocados dois copos d’água e nos menores, geralmente, um copo já é suficiente.

Para mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com.

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Contrato de Aluguel: Exigências abusivas

Se você está procurando um imóvel para morar de aluguel nos grandes centros, mas desiste devido as exigências no contrato de aluguel. Saiba o que imobiliárias e proprietários podem e não podem exigir dos inquilinos nos contratos de locação.

As exigências feitas por imobiliárias e proprietários são tamanhas que, às vezes, inviabilizam a negociação. O alto custo, localização e infraestrutura de parte dos imóveis oferecidos não passam segurança ao cliente. E durante a leitura do contrato não faltam cláusulas suspeitas que deixem o inquilino inseguro.

O que é permitido pedir dos inquilinos no contrato de aluguel?

banner-permutando-contrato-de-aluguel

Podem ser exigidos três meses de aluguel adiantados como forma de garantia?

Sim. Esta é uma obrigação do inquilino que, deve fazer o depósito de uma só vez. A vantagem para o inquilino é que ele poderá ter o dinheiro de volta com juros e correção monetária ao devolver o imóvel. Pela lei, o correto é depositá-lo em caderneta de poupança. O limite que pode ser exigido como caução é de três aluguéis.

Há casos em que o proprietário não fez o deposito na poupança e não devolveu o valor da caução ao final do contrato, ou o devolveu sem correção. Se isso ocorrer, o inquilino pode entrar com uma ação para cobrar seu dinheiro de volta e pode até pedir indenização por danos morais também.

 

Pode ser exigido que o fiador tenha imóvel na mesma cidade do imóvel alugado?

Sim. De acordo com Código Civil, o credor não é obrigado a aceitar um imóvel fora do município onde tenha de efetuar o pagamento. Também não há ilegalidade na exigência de imóvel de garantia na mesma cidade do imóvel locado.

Este é um dos maiores problemas de pessoas que se mudaram de cidade e procuram imóvel para alugar. Mas são medidas de segurança adotas por proprietários e imobiliárias para evitarem possíveis calotes neste tipo de contrato.

 

Podem ser exigidas duas ou três formas de garantia?

Não. O proprietário ou a imobiliária só podem exigir uma única forma de garantia. Aqui vai algumas dentre as diversas formas de garantias que existem e possam ser exigidas: O imóvel próprio e quitado de um fiador; o seguro-fiança (feito em seguradoras); o depósito em dinheiro (caução) ou fundo de investimento.

Quer mais dicas? Continue acessando o Blog Permutando.com!

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Sala Comercial: Uma alternativa para a crise

A crise financeira tem afetado não só as pessoas físicas, mas principalmente as jurídicas. Diversas empresas pensam em escapar dos altos preços cobrados nos centros comerciais e zona sul. A alternativa mais viável é investir em uma sala comercial nos endereços menos tradicionais, mas que tenham fácil acesso e excelente locomoção.

Os valores de aluguéis em escritórios nos tradicionais centros comerciais de São Paulo ficam entre R$140/m² e R$100/m². Já nas regiões próximas aos centros e de fácil acesso ao metrô é possível encontrar salas comerciais com valores de locação de R$80/m² até R$34/m². O investidor deve se preocupar com a rentabilidade do imóvel adquirido e se a região é boa para aquele empreendimento.

As empresas não desejam só que uma sala comercial seja de fácil acesso e locomoção, mas também que o preço não seja exorbitante. Portanto, acredita-se que o deslocamento de centros comerciais para regiões menos tradicionais é uma solução viável em tempos de crise.

Como escolher a sua sala comercial?

Empresas em crescente, ou que precisam mudar de endereço por conta da redução de custos, necessitam de uma sala comercial com boa localização, preços mais acessíveis e infraestrutura satisfatória. Além disso, é primordial que também tenham valores de condomínio e estacionamento baixos. Sendo assim, a procura por uma sala comercial em bairros próximos aos centros com estas condições podem demorar.

O que podemos observar nesses novos centros é o aumento da demanda por sala comercial. Isso pode gerar a implantação de ótimos empreendimentos com excelente custo-benefício. Portanto, diversos endereços em São Paulo e no Rio surgem e se consolidam diariamente como centros comerciais devido a esta solução.

Aqui no Permutando.com você pode encontrar a sala comercial perfeita para suas necessidades! Conheça o site e boa permuta!

Quer mais informações sobre o mercado imobiliário? Continue acessando o Blog Permutando.com

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Microapartamentos: Nova tendência

O sucesso da vez no mercado imobiliário são os microapartamentos. A nova geração está mudando seu gosto de moradia, pois muitos não se incomodam de viver em um lugar menor, se for para estar mais perto de onde trabalha ou estuda.

Vários fatores os motivaram para com que muitos jovens escolhessem esse tipo de empreendimento. Um apartamento pequeno, como em alguns casos de até 18 m², acabam sendo inimagináveis para a maioria das pessoas. Porém, muitas estão priorizando isso para fugir do alto preço, principalmente na cidade de São Paulo.

Os microapartamentos costumam ser bem localizados nas grandes cidades e possuem apenas um cômodo. O custo do m² é mais caro devido à localização, mas o tamanho reduzido acaba valendo a pena o investimento. Mas a questão principal é o que está levando tantas pessoas a se mudarem para esses pequenos imóveis e, consequentemente, mudando o seu estilo de vida.

Por que microapartamentos viraram tendência?

Facilidade

A região central de São Paulo é a que mais concentra microapartamentos, seguidos pela região sul e oeste. Isso se dá ao fato de estarem próximos aos centros financeiros e grandes empresas do país. Nas grandes capitais milhares de pessoas sofrem ao enfrentarem o trânsito caótico para ir e vir do trabalho ou faculdade. Logo, muitas pessoas acabam optando pelos microapartamentos para manter-se próximas de seu destino rotineiro.

Superpopulação nas grandes cidades

Grandes cidades são as que possuem maiores concentrações de pessoas e por isso há tanta dificuldade de encontrar imóveis disponíveis. Portanto, os microapartamentos resolvem o problema de quem só desejam um lugar próximo do seu destino diário para maior comodidade.

Público Alvo

O público alvo inicial que antes era jovens estudantes ampliou-se devido ao sucesso. Hoje, este empreendimento passou a atrair casais sem filhos, casais do interior, jovens que buscam sua independência e idosos que, por não morar mais com filhos ou netos, buscam casas menores. Para estas pessoas, essa é a solução de melhor custo-benefício.

Open House: o que é e quais os benefícios?

Quando um corretor precisa impulsionar vendas ou deseja mostrar uma casa nova ou reformada para seus clientes, costuma-se realizar um Open House. Com este tipo de abordagem está se tornando cada vez mais comum, resolvemos escrever um pouco sobre esta ação que vem melhorando o desempenho de diversas imobiliárias e corretores

O que é um Open House?

O significado de Open House está presente em sua tradução livre “casa aberta”. Ou seja, todas as portas do imóvel abertas para que os possíveis clientes entrem e observem cada detalhe. É importante mostrar aos clientes ou investidores a sensação de estar naquele imóvel que, possivelmente, irão adquirir. Esta ação pode ser considerada uma das melhores iniciativa para o mercado imobiliário.

Então, quem for responsável da preparação da ação deve realiza-la de formar que todos consigam ver o imóvel detalhadamente. Preparar um pequeno “Coffee Break” para que os clientes se sintam mais confortáveis também é uma boa.

Quais são os benefícios?

Com esta ação você tem maior chance de negociar o imóvel pelo simples fato de poder estar em contato com diversos clientes, diferente das negociações normais.

Em um Open House a casa estará aberta para diversas pessoas interessadas no imóvel. Isso facilita e acelera o trabalho do corretor que ficará respondendo todos os questionamentos durante a exposição. É uma tarefa complicada por estar lidando com diversos cliente simultaneamente, mas nada que uma boa preparação não resolva.

Quais são as condições para fazer um Open House?

Não há nenhuma condição especial para realizá-lo e nem restrições do tipo de imóvel. Muitos corretores fazem um Open House quando o imóvel não recebe muitas propostas ou quando o imóvel está com preço muito abaixo do mercado.

Mesmo realizando um Open House o seu imóvel não vendeu? Pense na possibilidade de trocá-lo por outro. Caso esta possibilidade lhe agrade, cadastre seu imóvel no Permutando.com e troque-o!

Quer mais dicas? Continue acessando o Blog Permutando.com