residencia

Reforma: qual o momento certo?

A reforma de um imóvel pode ser bastante interessante dependendo das intenções para a casa. Por isso, é necessária a criação de uma linha do tempo para saber qual o momento certo para fazê-la. Perguntas como “quando começar, quando continuar e quando terminar uma reforma?” irão te auxiliar a economizar gastos, evitando que sejam feitas mudanças desnecessárias.

Antes da reforma, planeje o que você quer fazer com o imóvel!

É aconselhável fazer a reforma do seu imóvel por motivos de funcionalidade. Quando ela é feita puramente pela estética acaba sendo um desperdício de dinheiro, que poderia ser investido de outra maneira. Portanto, organize as prioridades do seu imóvel por: baixa, média e alta prioridade. Se a sua intenção é valorizar o seu imóvel, isso pode ser considerado algo de baixa prioridade, por exemplo. Se a valorização for para permutar seu imóvel, então isso pode elevar a sua prioridade.

Você pode fazer a permuta do seu imóvel no Permutando.com. Ele é um site-vitrine onde os usuários podem cadastrar seus imóveis e encontrar outros imóveis disponíveis para a permuta. No site existem diversos tipos de imóveis, inclusive, reformados!

 

 

Reparar e prevenir danos podem ser consideradas de média a alta prioridades. Esses tipos de reformas podem custar caro se não reparadas com certa urgência, por isso são as mudanças as quais você mais deve dedicar a sua atenção, razão para ter prioridade alta. Há outros motivos para ser feita uma reforma, mas as citadas são as mais relevantes.

Depois de decidir o que quer fazer com o seu imóvel e qual o tipo de reforma, basicamente é só alinhar essas duas informações. Dependendo da intenção da reforma para o imóvel e as prioridades que você marcou, você terá um direcionamento sobre começar em até 3 meses para alta prioridade, em até 6 meses para prioridade média e de 1 a 3 anos para baixa prioridade.

Com as nossas dicas você vai evitar muitos gastos e saberá qual o momento certo para a reforma do seu imóvel. Acesse o Permutando.com para encontrar imóveis também reformados.

 

Seguro residencial: qual escolher?

O seguro residencial, apesar de não ser muito procurado no país, tem a sua importância: dar assistência financeira ao imóvel caso aconteça algum imprevisto. Os seguros de empresas nem sempre cobram os danos que você espera. Por isso é relevante sempre comparar as propostas e escolher aquela que mais se encaixa com o que você procura. Dentre algumas modalidades que o seguro residencial possui, está a garantia da cobertura de prejuízos como: incêndio, explosão e quedas de raio. Entretanto, há a possibilidade de expandir o seguro através da adição de outras garantias.

Aqui vão algumas dicas para você analisar antes de adquirir o seguro residencial

Procure um corretor especializado.

Com a ajuda de um corretor que se posicione como consultor, em vez de vendedor, a seleção de quais coberturas se encaixam com o perfil do seu imóvel será bem mais fácil. Além disso, ele pode apresentar simulações exemplificando quais tipos de coberturas vão encarecer a apólice e pesquisar qual seguradora vai oferecer as melhores propostas para a sua demanda.

Observe se você precisa de coberturas extras

Coberturas como enchentes, roubos e quebras dos vidros e aparelhos eletrônicos em casa podem constar na apólice também. Claro que a um valor proporcional. As propostas costumam trazer o custo detalhado das coberturas para você analisar qual é a melhor.

Procure saber qual o valor da franquia

A franquia é o valor que você terá de pagar com o acionamento de uma seguradora. Então, antes de fechar contrato, procure saber qual o valor dessa franquia e se ela realmente caberá no seu orçamento no momento de uma emergência.

Veja se já não paga a apólice do condomínio em que mora

Se você mora em um condomínio de prédios, procure pela apólice do condomínio. Muitas vezes prédios residenciais são assegurados e, analisando quais são as coberturas do seguro, você evita de ter que pagar duas vezes pelo mesmo serviço.

Saiba como agir no caso de sinistro

Procure entender o passo a passo de como acionar o seguro. Com isso, em caso de emergências, você estará mais bem preparado. Além disso, busque fechar contrato com a empresa que mais se mostrar ágil para a resolução dos seus problemas.

Seguindo essas dicas, ficará mais fácil para que você escolha um seguro residencial mais adequado para o seu bolso e seu imóvel. Para mais dicas, acesse o Blog do Permutando.com.