imposto

Imposto de renda: Dicas importantes

O IRPF (Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física) é um imposto de nível federal. Este imposto recai sobre quem tenha ganho acima do teto salarial determinado pela Receita Federal. A pessoa física precisa informar anualmente todos os ganhos do ano anterior para apuração e possível restituição. Por exemplo, em 2018 você precisará enviar a relação de todos os ganhos obtidos em 2017. Então, quando você realiza a venda de um imóvel, você precisará pagar imposto em cima do lucro ganho. E é aí que a permuta imobiliária entra e evita gastos maiores com o imposto de renda.

A permuta de imóveis é, basicamente, uma forma de negócio onde duas partes trocam bens, podendo haver torna ou não. Então, trata-se de uma modalidade interessante de aquisição, principalmente no cenário atual, onde o mercado imobiliário está congelado. Esta negociação permite a troca de imóvel sem ter que passar pelo processo e gastos de compra e venda. Uma das grandes vantagens da permuta de imóveis, se comparada à compra e venda, é a isenção de cobrança de imposto de renda. Mas isso não significa que todo tipo de permuta terá isenção de imposto de renda.

imposto-de-renda-banner-permutando

Então, a permuta só é isenta de tributação quando não envolve a torna. A torna é a diferença, dada em dinheiro, carta de crédito ou bens, entre os dois imóveis alvos da permuta. Portanto, no mercado imobiliário, a torna é o valor monetário que se dá para igualar o valor do imóvel.

Ainda assim, é possível que certas transações com torna também sejam isentas de imposto de renda. Isso ocorrer nos casos em que a soma do valor declarado do imóvel somado ao valor da torna não ultrapassem o valor de R$ 440.000,00.

Isenção de imposto de renda gera economia

A permuta imobiliária vem sendo uma opção mais econômica e viável do que a compra e venda na atual conjuntura. Isso porque, em uma negociação comum, a parte interessada não só precisa custear todo o valor de um imóvel. Ela também deve arcar com os impostos desse tipo de transação, o que acaba dificultando o andamento da negociação.

A crise que assola o nosso país ocasiona a falta de recursos dos consumidores para investir em um novo imóvel. Há também situações onde famílias precisam fazer uma mudança, mas não querem se descapitalizar para isso. Nos dois exemplos, escolher a permuta pode ser a saída para não ter que recorrer a empréstimos bancários e financiamentos intermináveis. Isso sem contar da alta taxa de imposto de renda em caso de não escolher a permuta.

 

Portanto, para dicas e informações sobre o mercado imobiliário continue acessando o Central do Corretor ou acesse o Blog do Permutando!

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Então cadastre-se abaixo e aproveite!

Imposto de renda e a permuta

A permuta imobiliária é uma negociação feita entre as partes com o objetivo de trocar bens. Trata-se de uma modalidade interessante de aquisição. Pois permite a pessoa trocar de imóvel sem ter que passar por todo o processo de compra e venda. Uma das grandes vantagens da Permuta de imóveis, se comparada à compra e venda, é a isenção de cobrança de imposto de renda.

Será que é isso mesmo? Toda permuta é isenta de imposto de renda?

Na verdade, a permuta só é isenta de tributação quando não envolve a torna. E o que seria torna? Trata-se da diferença, reposta em dinheiro, entre os dois imóveis alvos da permuta. Numa linguagem mais simples, torna é o valor monetário que se dá a mais para igualar o valor do objeto.

Ainda assim, é possível que algumas transações com torna também sejam isentas de imposto de renda. Isso pode ocorrer nos casos em que a soma do valor declarado do imóvel somado ao valor da torna não ultrapassem o valor de R$ 440.000,00.

Isenção de imposto de renda gera economia

De acordo com o exposto, a permuta imobiliária vem se mostrando uma opção mais econômica do que a compra e venda comum. Isso porque, em uma negociação comum, a parte interessada não só precisa custear todo o valor de um imóvel, devendo também arcar com os impostos desse tipo de transação.

Com a crise que o país vem enfrentando, muitos consumidores não possuem recursos suficientes para investir em um novo imóvel. Há também os casos de famílias que pretendem fazer uma mudança, mas não querem se descapitalizar para isso. Nos dois exemplos abordados, optar pela permuta pode ser a saída para não ter que recorrer a empréstimos bancários e financiamentos intermináveis.

Visite nosso site, temos diversos planos excelentes de permuta esperando você.