Seguro imobiliário: Quais os benefícios?

Diversas pessoas falam da importância do seguro para o carro, mas é difícil encontrar alguém que tenha o seguro imobiliário. De acordo com a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), existam cerca de 68 milhões de domicílios no país, mas somente 9 milhões têm seguro. Este valor representando, apenas, 13% do valor total. Portanto, este é um produto de pouco conhecimento e adesão no país.

Segundo a FenSeg, a falta de precaução entre os brasileiros, diferente dos europeus e norte-americanos é o principal motivo. Pautado pelo famoso pensamento de que “isso nunca acontecerá comigo”.

Outro ponto que justifica a não adesão é a incompreensão sobre valores do seguro imobiliário. Muitas pessoas associam o seguro imobiliário com o seguro feito para veículos, mas esta comparação é indevida.

É indevida porque um carro de 40 mil, por exemplo, o seguro deverá custar cerca de R$ 1.600,00. Já a cobertura básica de um imóvel com custo de reconstrução de R$ 300 mil vai custar aproximadamente R$ 300,00 por ano.

 

Quais são os benefícios do seguro imobiliário?

seguro-imobiliário-banner-permutando

 

Seguro é uma adesão sob medida, portanto, é necessário avaliar bem as características do imóvel. Saber identificar o perfil e as necessidades do proprietário com o seguro são essenciais.

A cobertura básica prevê a proteção contra incêndio, queda de raio e explosão. Em caso de outros planos, pode-se contratar uma série de outras coberturas. Alguns exemplos são: danos elétricos, roubo e furto qualificado dos bens dentro do imóvel e até desastres naturais.
Outros possibilitam a inclusão de problemas causados a terceiros por animais de estimação e assistência 24 horas para reparos.

Tanto na contratação do seguro imobiliário como em caso de ocorrência de um sinistro, o valor a ser considerado é o custo de reconstrução do bem. O valor de mercado não é considerado porque o preço de mercado consiste também no valor do terreno.

Também é de suma importância a realização de seguro para imóveis comerciais. Pois a ocorrência de um sinistro pode custar a sobrevivência do negócio.

 

Portanto, se você quer mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com ou acesse o Central do Corretor!

Quer receber dicas como essa no seu e-mail? Cadastre-se abaixo e aproveite!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *