Arquivos de junho 2018

Mudança residencial: Dicas

Organizar a mudança de uma casa para outra exige planejamento, mas isso não significa que será uma tarefa árdua. Sabendo onde começar e como montar, toda a mudança residencial se tornará mais rápida e fácil.

O segredo para reduzir o seu trabalho é planejar-se de acordo com a quantidade de itens para colocar nas caixas. Pensar nos cuidados necessários com cada item é necessário, a distância e o meio de transporte que irá levar também. Mas a principal tarefa é separar o que será necessário usar de forma imediata ao chega no imóvel novo.

Selecionamos 6 dicas para te ajudar na hora da mudança. Confira a seguir como sua vida pode ficar muito mais simples nesse momento tão especial da vida de uma família.

 

 O que eu preciso saber para ter uma mudança residencial mais organizada?

mudança-residencial-banner-permutando

 

Limpeza no ambiente e identificação de problemas

Antes de levar tudo para outra casa é importante limpar o local e ficar atento a possíveis problemas. Ao realizar a mudança residencial, atente-se para a instalação do fogão, chuveiro ou aparelhos elétricos. Verificar isso antes de colocar os itens em casa é importante para saber ser precisa ou não comprar itens novos para a casa.

Durante a mudança, deixe os cabos elétricos e extensões junto aos produtos para não perder. Identificar com fita crepe e caneta as tomadas de acordo com suas voltagens e equipamentos pode ajudar. A maioria dos aparelhos hoje é bivolt, mas os mais antigos não têm essa funcionalidade. Atente-se para não queimar nenhum produto.

 

Identifique as caixas durante a mudança residencial

Um dos maiores problemas é encontrar os itens embalados após a mudança residencial. O processo de identificação é simples e precisa ser feito durante a organização da mudança residencial. Após lacrar as caixas com fita, utilize uma caneta marcadora para escrever o que contém dentro das caixas. Ou também coloque post-its, descreva os itens e passe fita adesiva por cima para fixa-los.

Essa dica não só ajuda a encontrar cada coisinha depois, mas também serve de aviso para quem vai transportar. Escreva com uma caneta de cor diferente como vermelho para destacar que há itens frágeis e verde para roupas.

É importante enrolá-los em plástico bolha para prevenir quebras, mas não é algo essencial. Jornais nas taças e colocar cobertores dentro de possíveis móveis com porta de vidro também são opções para protegê-los.

 

Comece pelos cômodos mais usado para começar a mudança residencial

Os cômodos que precisam ser arrumados primeiro após uma mudança são os quartos, cozinha e banheiro. Este são ambientes que você mais necessita ter disponíveis assim que passar a morar em uma nova casa.

Dormir, tomar banho e até mesmo cozinhar exigem alguns itens e produtos, portando, esses são os primeiros a serem organizados. Assim, a vida na nova casa fica menos complicada enquanto as coisas ainda estão fora de ordem.

 

Separe o que é mais crucial

Este planejamento garante que você encontre as coisas com mais facilidade e rapidez. Permitindo que tenha o mínimo de conforto para começar a vida pós mudança residencial. Por exemplo, é importante deixar travesseiros e roupas de cama limpas antes da mudança residencial. Desta forma você conseguirá dormir mesmo sem a cama estar 100% montada, caso não seja uma box.

Separe também algumas toalhas de banho e rosto e, principalmente, os itens de higiene.

 

Portanto, se você quer mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com ou acesse o Central do Corretor!

Seguro imobiliário: Quais os benefícios?

Diversas pessoas falam da importância do seguro para o carro, mas é difícil encontrar alguém que tenha o seguro imobiliário. De acordo com a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), existam cerca de 68 milhões de domicílios no país, mas somente 9 milhões têm seguro. Este valor representando, apenas, 13% do valor total. Portanto, este é um produto de pouco conhecimento e adesão no país.

Segundo a FenSeg, a falta de precaução entre os brasileiros, diferente dos europeus e norte-americanos é o principal motivo. Pautado pelo famoso pensamento de que “isso nunca acontecerá comigo”.

Outro ponto que justifica a não adesão é a incompreensão sobre valores do seguro imobiliário. Muitas pessoas associam o seguro imobiliário com o seguro feito para veículos, mas esta comparação é indevida.

É indevida porque um carro de 40 mil, por exemplo, o seguro deverá custar cerca de R$ 1.600,00. Já a cobertura básica de um imóvel com custo de reconstrução de R$ 300 mil vai custar aproximadamente R$ 300,00 por ano.

 

Quais são os benefícios do seguro imobiliário?

seguro-imobiliário-banner-permutando

 

Seguro é uma adesão sob medida, portanto, é necessário avaliar bem as características do imóvel. Saber identificar o perfil e as necessidades do proprietário com o seguro são essenciais.

A cobertura básica prevê a proteção contra incêndio, queda de raio e explosão. Em caso de outros planos, pode-se contratar uma série de outras coberturas. Alguns exemplos são: danos elétricos, roubo e furto qualificado dos bens dentro do imóvel e até desastres naturais.
Outros possibilitam a inclusão de problemas causados a terceiros por animais de estimação e assistência 24 horas para reparos.

Tanto na contratação do seguro imobiliário como em caso de ocorrência de um sinistro, o valor a ser considerado é o custo de reconstrução do bem. O valor de mercado não é considerado porque o preço de mercado consiste também no valor do terreno.

Também é de suma importância a realização de seguro para imóveis comerciais. Pois a ocorrência de um sinistro pode custar a sobrevivência do negócio.

 

Portanto, se você quer mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com ou acesse o Central do Corretor!

Síndico: Como ter sucesso?

Ser síndico pode parecer algo muito fácil e cheio de benefícios na teoria, mas não é bem assim. Esta é uma profissão que exige muitas características, habilidades, “jogo de cintura” e determinação para controlar lidar com os moradores. Se você está assumindo agora essa função neste momento, fique calmo. Iremos explicar e te ajudar nesta tarefa árdua que é ser síndico.

As dicas serão essenciais para ajudar na organização das tarefas, de modo que você possa ser tornar um excelente síndico.

O que é preciso para ser um excelente síndico?

síndico-banner-permutando

Relacionamento com os moradores

Ser síndico é muito mais do que ser amigo das pessoas e ajudar em alguns problemas no imóvel. O síndico deve manter tudo organizado, melhorar a qualidade de vida dos moradores – e consequentemente a sua – e otimizando a vida de todos.

Mas, para isso, é preciso se organizar reunindo ferramentas adequadas e algumas dicas para conseguir ser o síndico ideal. Não será uma tarefa fácil, afinal, se fosse simples, não haveria a necessidade de tal pessoa para isso.

 

Pautas objetivas

Isso é fundamental para que as reuniões sejam diretas e sem enrolações. Deixe assuntos mais delicados e complexos para serem tratados na assembleia ou encontros focados nisso. E o mais importante é não prolongar as reuniões.

 

Mantenha informações pontuais

Não deixe que o Conselho fique sem saber qualquer decisão e balancetes financeiros. Faça uma convocação sempre que for tomar uma decisão importante.

 

Notas fiscais e comprovantes

Isso comprova todos os gastos que você está tendo com o condomínio, além de ajudar diretamente na prestação de contas. O valor da empresa, serviço ou produto adquirido é importante, mas atente-se à qualidade.

 

Fundos de reserva

Isso é muito importante para qualquer emergência que possa acontecer. Com esse fundo, você garante que o condomínio não fique devendo ou ficar sem algum serviço essencial. Mas, lembre-se que o percentual destinado deve ser estipulado pela convenção juntamente com os moradores.

 

Segurança

Pequenas atitudes, como: não permitir entregas diretamente no apartamento, cuidar dos muros e arredores do prédio usando cercas elétricas, além de uma combinação com vigias, câmeras e procedimentos feitos paralelamente com os moradores. Isso garante a segurança de todos.

 

Portanto, se você quer mais dicas e informações, continue acessando o Blog Permutando.com ou acesse o Central do Corretor!